domingo, 5 de junho de 2011

CEGOS


Aqui vos deixo mais um soneto da minha Mamã:

Cegos

Nas trevas de um destino, condensadas,
Vivem os cegos às apalpadelas.
Suas mãos tacteando são estrelas
No negrume da vida encontradas.

Pupilas de esperanças apagadas,
Resignação imóvel sempre nelas,
Lembram freiras orando em suas celas,
No místico silêncio isoladas.

Mas eu que vejo, vivo descontente.
E em vosso triste fado facilmente
encontro semelhança definida.

- Cegos: sou vossa irmã e companheira.
Vosso destino eu vivo na cegueira
Dum grande Amor que encheu a minha vida.

              Maria Helena de Albuquerque de Azevedo Coutinho Rosa Furtado Cabral, in "Mulheres em Prosa e Verso" - vol. 4 - 1ª edição - Hoje Edições - Casca - RS - Brasil 2009, pag. 64.

40 comentários:

  1. Minha querida amiga
    Voltei... não sirvo para exilios (no meu blog tem lá o meu abraço)
    Nem sempre a cegueira fisiológica acompanha a falta de visão da pessoa... são seres especiais na verdadeira acepção da palavra.
    A sua mãe, verifico que não é excepção.. já cá a tivemos ao seu lado e muito bem...admiro alguém com toda essa vivacidade!!!
    Abraço oceanico..lol

    ResponderEliminar
  2. Minha Querida Célia:
    Não imagina a alegria que o seu regresso me deu!
    Já me tinha afeiçoado a si, e a sua partida entristecera-me.
    Desejo que esteja tudo bem consigo.
    Um abraço do tamanho do seu Atlântico.

    ResponderEliminar
  3. Que lindo poema Isabel!
    Costumo dizer que existe certo tipo de pessoas que vem ao mundo apenas fazer um passeio, mas nao absorve absolutamente nada, vive às cegas com preceitos antiquados e medonhos.

    Uma beijoka!

    ResponderEliminar
  4. Oi Isabel!
    Lindo poema!Grande expressão de dor!
    Até breve
    Herminia

    ResponderEliminar
  5. Ainda bem que o belo Atlântico não
    impede de eu vir em segundos, aqui.
    Que poetisa, você tem, senhora prosista.
    Lembra-me o adágio: "o pior cego, é aquele
    que não quer ver".
    Já conviví, com cegos...fazia leituras, para alguns, em um instituto para cegos. São pessoas
    incríveis. A falta de visão, aguça mais a sensibilidade para o Belo, para o Bem...
    Foi ótimo, retornar aqui hoje, Isabel.
    Obrigada, por sua visita.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Querida C:
    Há invisuais que não são nada cegos e pessoas dotadas de visão que são autênticos cegos.
    Um beijinho para si, Amiga, e obrigada pela visita.

    ResponderEliminar
  7. Mi querida Isabel María: No hay peor ceguera que aquella del que teniendo ojos no sabe mirar o bien porque la belleza le es negada para reconocerla o bien porque alguien le llevó a esa ceguera que vive en su corazón. Tristes son las dos.

    Es un bello poemas el de tu madre, mi querida amiga.

    Brisas e beijos.

    Malena

    ResponderEliminar
  8. Olá, querida Isabel

    Já tinha saudades dos seus posts. E regressou em beleza com um poema da autoria da sua Mãe.Um poema belíssimo todo ele.Gostei particularmente do último terceto.

    Beijos.

    Olinda

    ResponderEliminar
  9. Excelente poema e uma "partilha" que se agradece!
    "...Cegos: sou vossa irmã e companheira.
    Vosso destino eu vivo na cegueira
    Dum grande Amor que encheu a minha vida".

    Não há comentário para versos destes.
    Abraço

    ResponderEliminar
  10. Querida Isabel
    Que lindo o soneto de tua Mãe!
    Ela é daquelas pessoas que Vêem com o coração; pessoas assim têm como que uma "terceira visão" - (leste "A Terceira Visão" de Lobsang Rampa?)que as leva a ver mais além...

    Respondendo à tua pergunta na minha «CASA» digo-te que o meu olhito vai indo... Por enquanto não noto grande diferença, mas como o médico me falou em 3 meses para recuperação... vou mantendo a esperança.

    Sobre o assunto do selinho vou escrever-te email.

    Boa semana. Beijinhos

    PS - No blog da Sãozita deixei um comentário que, embora dirigido a ela, diz respeito a todos os concorrentes a "Blog da Semana".
    Vou transcrevê-lo para aqui. Posso? :)

    "Querida Sãozita

    Para além de dar-te os parabéns pela conquista do 1º.Prémio do “Blog da Semana” – agradável iniciativa do Super Blog do Will – quero também parabenizar todos os participantes pela forma simpática como aceitaram o convite/nomeação que lhes dirigi.

    Sei que o espírito que os motivou foi, acima de tudo, o da confraternização.

    A “luta”, no bom sentido, foi renhida, mas decorreu sempre dentro da maior lisura.

    Cumprimento todos; contudo, dirijo um aplauso especial à Isabel (Luz de África) que, “fechando o pelotão”, o fez com toda a dignidade e elegância, mantendo-se firme no seu posto, não desistindo, e dando, com isso, um exemplo de desportivismo digno de ser seguido.

    Envolvo todos, do primeiro ao último classificado, no mesmo abraço, já que a vitória, a verdadeira vitória do não exibicionismo, do companheirismo, da confraternização… foi de todos.

    Um GRANDE beijinho da vossa amiga muito grata
    Mariazita"

    + 1 beijito

    ResponderEliminar
  11. Querida amiga
    Venho retribuir o chá...:):)
    Um abraço é tão grande quanto a gente o queira e chega tão longe quanto o coração o consiga sentir...(esta é de Célia F...lol. pobrezinha mas sentida...lol)
    Tem um outro abraço lá no meu espaço...
    bjs e uma noite calorosa

    ResponderEliminar
  12. Querida Emília:
    A tua visita a este cantinho é sempre tão agradável!
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  13. Querida Lúcia:
    A sua experiência deve ter sido interessantíssima e extraordinariamente enriquecedora. Calculo que tenha investido muito afectivamente e que tenha recebido também muito afecto.São experiências que nos humanizam.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  14. Mi Querida Malena:

    Os teus comentários vêm sempre carregados de carinho. Muito obrigada pela tua presença constante e amiga.
    Um grande abraço para ti.

    ResponderEliminar
  15. Querida Olinda:
    Muito obrigada pela tua gentileza e pelas tuas palavras carinhosas. É sempre um prazer abrir-te a porta.
    Um grande abraço, Amiga.

    ResponderEliminar
  16. Olá, Álvaro!
    Que posso eu dizer? Também não posso dizer nada sobre o soneto da minha Mamã. Seria sempre um comentário suspeito. Tudo o que eu diga da Mãe é suspeito.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  17. Minha Querida Mariazita:

    Muito obrigada, minha Amiga. Estás sempre presente com a tua arte de bem escrever e de acarinhar todos e cada um de nós.
    Incluo-te nas minhas orações, pois quero que melhores.
    Um abraço muito, muito, muito apertado para ti,

    ResponderEliminar
  18. Minha Querida Célia:
    Sábias palavras que tão bem completam as minhas citações!

    Um abraço do tamanho do mundo! (E esta, hem?!...)

    ResponderEliminar
  19. Bem, convenhamos...impossível competir com o tamanho do mundo...sendo eu de 1.60m...lolol

    que tal o universo?
    Abraço (eh eh eh)

    ResponderEliminar
  20. Como dizem o pior cego é aquele que náo quer ver, beijo Lisette.

    ResponderEliminar
  21. Um poema muito ao jeito de Florbela Espanca'! Isto de amores... sempre levou a grandes poemas!

    Muitos parabéns Isabel! Constato de novo, que sua mãe lhe passou esse gosto apurado para a escrita!

    É com alegria que tento retomar esta amizade virtual, visitando
    todos os 'amigos' que estão sempre por perto!

    Excelente semana, querida amiga!

    Um beijo,

    ResponderEliminar
  22. Lindo soneto.E que lindo uma Mama poetisa...

    Realmente ficamos cegos na paixão.

    Beijinhos, querida.

    ResponderEliminar
  23. Querida Lisete:
    Obrigada por fazer do longe perto, e estar sempre presente.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  24. Querida Fragmentos Culturais:
    Já tinha sentido a sua falta. Sinto-me muito feliz e honrada com a sua presença serena e terna. Muito obrigada.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  25. Isabel ,
    parabéns à Mãe pelo belo poema .

    Um beijo

    ResponderEliminar
  26. Querida Lilazdavioleta:
    agradeço em nome e em representação da minha "Mamã".
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  27. É muito bom tê-la de volta...e ainda mais por ser com um grande poema da sua mãe...os verdadeiros cegos vêm melhor com o coração..."De que servem uns olhos a uma cérebro cego?"
    Beijo e boa noite

    ResponderEliminar
  28. Querida Pedras Nuas:
    Quantas vezes olhamos para as coisas sem as vermos? Por vezes, vemos menos do que um verdadeiro invisual.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  29. Querida Amiga..
    Um feliz final de semana para você
    Sendo amanhã Dia Dos Namorados
    já estou desde hoje nas visitas e oferecendo
    se for de seu agrado o mimo dos namorados esta na postagem.
    Sinto muito estar levando colinha.
    Estou com tendinite espero ficar bem logo.
    Pois,, caso não ficar terei que levar cola ou
    deixar de visitar até ficar bem ..
    Um lindo Domingo beijos no coração,,Evanir.

    ResponderEliminar
  30. ♥...♥...♥...♥...♥...♥...♥...♥...♥...♥...♥...♥...
    Toda palavra de amor é luz, então vim trazer-te pra o dia dos namorados um pequeno brilho pra semear no teu coração, meu carinho amigo.

    ♥...FELICIDADES PRESENTES E SONHADAS.

    Eu cantarei de amor tão docemente, por uns termos em si tão concertados, que dois mil acidentes namorados faça sentir ao peito que não sente.
    Luís De Camões
    ♥...♥...♥...♥...♥...♥...♥...♥...♥...♥...♥...♥...

    ResponderEliminar
  31. Isabel, vim trazer-lhe um abraço,desejo
    de um bom domingo e avisar que a SAGA
    contunua...Quando teremos, aqui, uma
    postagem?
    Agradeço, seus comentários,
    na Cadeirinha...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  32. Olá, Valquíria!
    Obrigada.
    Em Portugal o Dia dos Namorados é a 14/02.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  33. Querida Lúcia:
    Costumo fazer postagens ao domingo.
    Obrigada pela sua dedicação.
    Um abraço enorme para si.

    ResponderEliminar
  34. È verdade já sabia que em Portugal é em fevereiro
    dia dos namorados como disse um amigo deveria ser em todos os lugares no mesmo Dia.
    Em fevereiro sempre recebo mimos do dia dos namorados de Portugal.
    Fiquei feliz em ver sua visita no meu blog espero em Deus que nossa amizade comece a partir de ontem.Um feliz Domingo,Evanir.

    ResponderEliminar
  35. Isabel,

    minha admiração à sua mãe. Versos belos, construídos com a maestria de quem tem na alma a poesia. Especialmente no amor, e apesar de podemor enxergar, quantas vezes olhamos e não vemos?... E perde-se a conta dos tantos que vivem a tatear, em todos os sentidos.

    Lindo demais! Meu beijo, meu abraço apertadinho, à Maria Helena.

    E perdoe a demora em visitá-la. Mamãe está muito melhor devido à fisioterapia. Porém, agora, preciso me dedicar ao trabalho, que ficou praticamente parado por toda aquela fase
    crítica que precisei enfrentar. Daí, que ainda visito os amigos, porém num passo mais lento.

    Bjs, querida. E inté!

    ResponderEliminar
  36. Querida Ju:
    Obrigada. Darei o seu abraço à Mãe.
    Fico imensamente feliz com os progressos na saúde da Senhora sua Mãe.
    Beijo meu.

    ResponderEliminar
  37. Muito belo :)
    Parabéns!

    beijinhos à mãe e à filha :)

    ResponderEliminar